O portal Célio Garcia é uma apresentação da trajetória, da vida intelectual e do acervo de livros, publicações e textos não publicados do psicanalista.

Carta aos navegantes

Olá, seja muito bem-vindo e bem-vinda a bordo. Você está começando a navegar no portal Célio Garcia, que nos leva ao passado, ao presente e ao futuro.

Venha viajar pela trajetória acadêmica e profissional do professor e psicanalista Célio Garcia, que foi tão marcante na vida de tantas pessoas, entre alunos, orientandos, pacientes, psicanalistas, colegas, educadores, filósofos, psicólogos, amigos, enfim, um sem número de pessoas que o encontraram ao longo da formação profissional, da carreira e da vida.

Conheça um pouco mais da formação, da carreira e das realizações de Célio, em mais de 60 anos de vida profissional. Um jovem que se formou em Letras Clássicas na Faculdade de Filosofia do Ceará em 1953, aos 22 anos, e que, poucos anos depois, graduou-se em Letras, com ênfase em Psicologia, na Universidade de Paris-Sorbonne.

Na França, conheceu o trabalho de Jacques Lacan e iniciou um percurso ímpar, até se tornar um dos mais renomados psicanalistas de Minas Gerais e do Brasil. Em 22 de agosto de 2011, foi agraciado com o título de Professor Emérito da UFMG.

Se você é navegante de primeira viagem (ou nem tanto…), clique aqui e conheça melhor essa história.

Mas se você conviveu com Célio por muitos anos, certamente estará familiarizado com muitos dos links, expressões e nomes que aparecem nesse portal, como Clínica do Social, Estamira, Selex, jovens infratores, Bartleby, entre muitos.

Aqui você tem acesso aos títulos e às fotos das capas dos mais de cinco mil livros do acervo de Célio, com destaque para “os preferidos” dele.

Conheça também a relação do acervo de textos, artigos e documentos reunidos e arquivados por ele ao longo da carreira. Eles estão classificados por temas e áreas de conexão com a psicanálise.

E esse portal já traz uma relevante notícia: o acervo de livros da biblioteca do Célio será integralmente doado para a UFMG. O conjunto de todo o material será mantido em um só espaço no prédio da Fafich, o que facilitará o acesso às obras. Em breve, serão publicados aqui mais detalhes do processo de doação, bem como a estimativa da data de inauguração do espaço.

E saiba mais aqui sobre a interlocução ou o convívio de Célio com outros intelectuais e personalidades como Jacques Lacan, Michel Foucault, Alain Badiou, Jacques Alain Miller, Pierre Weil, Georges Lapassade, René Major, Serge Leclaire, entre vários outros.

Aqui você encontra ainda depoimentos, relatos e entrevistas, em forma de textos, podcast e vídeos feitos com pessoas que conviveram com Célio e que falam sobre as contribuições dele para o universo acadêmico e profissional.

E, para matar a saudade daqueles que frequentaram a “casa-consultório” de Célio na rua Santa Maria do Itabira (também chamada de “87” pela família), no bairro Sion, em Belo Horizonte, vale a pena ver fotos e cenas dos Seminários lá realizados ao longo de muitos anos.

Mas, como dito, esse portal nos levará também ao futuro. Para isso, convidamos todos que conviveram profissionalmente com Célio a contribuir com novos trabalhos, textos e novidades de suas áreas de trabalho, especialmente o que tiver sido inspirado em conversas com o psicanalista ou sob a orientação dele.

O portal vai trazer também posts e textos periódicos com informações novas, registros atualizados de datas especiais sobre acontecimentos relevantes do passado, em sintonia com outras inserções no Facebook e outras redes sociais.

Estamos abertos também para receber relatos de todos que fazem parte dessa história, assim como notícias sobre lançamentos de livros, eventos, cursos etc. Para isso, basta entrar em contato com a gente.

Agradecimento a Dário de Moura

Nossa equipe registra aqui um agradecimento especial a Dário de Moura por sua contribuição para que o projeto do Portal Célio Garcia se tornasse realidade. Sua percepção sobre “os olhares do Célio” está sendo de grande valor para reforçarmos nossa convicção de que caminhamos na direção certa.

Enfim…

Sejam todos e todas muito bem-vindos a bordo!

Compartilhe: